Curso Europeu de Socorrismo

Curso destinado a Operários, chefias intermédias ou quadros com possibilidade (ou em contexto) de socorrer os restantes colaboradores em situações de emergência.

Esta formação tem como objetivo difundir conhecimentos gerais de socorrismo para habilitar colaboradores para executar as técnicas de primeiros socorros adequadas em situações de emergência, visando a estabilização da situação de uma vítima de acidente ou doença súbita até à chegada dos meios de socorro.

A Formação tem a duração de 12 horas, estando prevista uma componente teórica e uma componente prática.

Na vertente teórica são abordados temáticas como “Sistema Integrado de Emergência Médica”, “Princípios Básicos do Socorrismo”, “Modus Operandi do Socorrista”, “Suporte Básico de Vida”, “Desfibrilhação Automática Externa”, “Primeiros Socorros em Situações Específicas”, “Análise de Procedimentos em Situações Específicas”.

Na vertente prática do curso são feitos alguns exercícios de situações de emergência, com recurso a um manequim, tendo por base a aplicação dos conhecimentos previamente adquiridos.

Objetivos:

  • Compreender a Forma de Atuação do Socorrista e Enquadramento no Sistema Integrado de Emergência Médica.
  • Conhecer os princípios básicos do socorrismo.
  • Utilizar técnicas de emergência incluídas no Suporte Básico de Vida.
  • Executar técnicas simples de socorrismo em ambiente de trabalho.
  • Utilizar equipamentos básicos de apoio ao socorrismo.
  • saber efetuar o socorro em situações específicas e identificadas.

Entregas:

  • Manual do Formando.
  • Certificados de Formação (SIGO/DGERT).
  • Dossier Técnico-Pedagógico
  • Cartão de habilitação pessoal, com validade aconselhada de 36 meses, para formandos com aproveitamento na formação (de acordo com a Nota Técnica emitida pela Direção Geral de Saúde).

Formação obrigatória para empresas em Socorrismo, Combate a Incêndios e Evacuação (Lei 102/2009)

Lei 102/2009 define que o empregador deve formar, em número suficiente, tendo em conta a dimensão da empresa e os riscos existentes, os trabalhadores responsáveis pela aplicação das medidas de primeiros socorros, de combate a incêndios e de evacuação de trabalhadores.

Depreende-se deste ponto (artigo 20º da lei 102/2009) a obrigatoriedade de formação em Socorrismo, Combate a Incêndios e Evacuação.

Relativamente a Socorrismo, a Direção Geral de Saúde definiu através da sua Nota Técnica os requisitos da formação que podem ser sintetizados em: duração mínima de 12 horas, reciclados de 3 em 3 anos.

A formação de LTM responde a estes requisitos. Conheça o conteúdo dos cursos ou coloque-nos questões adicionais que queira ver respondidas através dos nossos contactos ou chat.

OBTER PROPOSTA