Laboratório Sensorial. Eventos Segurança LTM

Laboratório Sensorial

Laboratório Sensorial

O que é?

Laboratório Sensorial LTMNo laboratório sensorial experimentamos a incapacidade resultante de um acidente! Sentimos a deficiência e a limitação! O quanto uma pequena luxação nos pode dificultar o abraçar um bebé ou o que sente um invisual perante um percurso simples até chegar ao café!

Para quê? Para causar impacto em cada de nós! Pretende-se apelar ao sentimento e à sensibilização individual levando os colaboradores a vivenciarem uma possível consequência real de um acidente de trabalho e que pode produzir emoções fortes em colaboradores mais sensíveis.

Esse impacto é o gatilho para uma atitude diferente perante o risco.

A entrega do serviço compreende duas componentes; uma de educação e outra de comunicação.

Contexto organizacional

Num ambiente corporativo em que já todos tiveram formação tradicional, já estão “diplomados” em uso de EPI’s por exemplo, o que faz a diferença na redução dos acidentes e incidentes de segurança são os comportamentos individuais, é a forma como o individuo age perante o risco!

Não basta saber, é preciso estar alerta! E esta atitude é promovida pelo Laboratório Sensorial! É uma forma diferente de aprender a trabalhar em segurança!

Como é operacionalizado?

O Laboratório de Sensorial de Segurança envolve todos os colaboradores da fábrica ou de uma Direção e associado à componente de educação há uma componente de comunicação.

Laboratório Sensorial de Segurança enquanto atividade de formação

Esta atividade tem normalmente a duração de 1 a 2 horas por grupo.

Esta metodologia inicia-se com um processo de reflexão sobre situações agradáveis da vida de cada um, destacando a importância do bem-estar físico nesses momentos.

Após essa reflexão inicial é proposto que todos realizem algumas tarefas, distribuídas por diferentes cenários, correspondendo cada um a uma determinada limitação física. Em cada um destes espaços (laboratório sensorial) as pessoas simulam consequência de acidentes de trabalho, sendo-lhes ao mesmo tempo pedido que realizem algumas tarefas básicas com os adereços associados à limitação física (as limitações físicas correspondem às mais comuns naquele ambiente de trabalho).

Desta maneira apercebem-se do grave impacto que uma pequena distração pode causar!

Laboratório Sensorial. Simulação Consequências Acidentes de Trabalho

Laboratório Sensorial de Segurança componente de comunicação e evento

Em simultâneo à dinâmica de grupos em atividades de formação o espaço de trabalho é “embelezado” com diversos meios de comunicação visuais alusivos ao tema da Segurança; balões, cartazes, fotografias, simulações, etc. São também associadas mensagens posteriores por sms para os colaboradores, com alertas para riscos diários, assim facilitando que os resultados da formação perdurem.

Estas atividades são determinadas em função do espaço e das intenções da organização.

Esta componente de comunicação não é secundária! Permite captar a atenção e envolver os colaboradores, gerando expetativa e uma mensagem consonante com o que se passa no laboratório, garantindo quer antes quer depois da experiência o enquadramento adequado à promoção da segurança.

Dai que o laboratório sensorial seja por vezes associado a eventos corporativos de Segurança no Trabalho; Eventos empresariais de Segurança no Trabalho, Dia da Segurança, etc.

Resultados:

Apesar da baixa carga de ocupação por pessoa, os participantes transmitem um alto grau de satisfação com o evento e na generalidade dos casos demonstram surpresa e agrado com o método e impacto provocado.